São Vicente: Monte Sossego destrona Cruzeiros do Norte e vence Carnaval 2020 Leave a comment

O grupo Monte Sossego, que desfilou o enredo “Nôs terra – mitos, contos e lendas”, venceu o primeiro lugar do Carnaval 2020, em São Vicente, destronando os Cruzeiros do Norte, que detinha o ceptro de campeão do ano passado.

Este ano, para a atribuição do prémio de campeão, conforme o novo regulamento, elaborado pela Liga Independente dos Grupos Oficiais do Carnaval de São Vicente (Ligoc-SV), foram analisados quesitos como música, bateria, enredo, harmonia, mestre-sala e porta-bandeira, evolução, fantasia e comissão de frente.

Para isso, foram montados três cabines de júris ao longo do percurso do desfile. Houve ainda dois elementos do júri que estiveram na concentração dos grupos para analisar a indumentária dos reis e rainhas dos cinco grupos oficiais.

No total, o grupo Monte Sossego conseguiu 265,8 pontos e levou para a casa um prémio de 600 mil escudos. O grupo que recuperou o título de campeão que lhe fugia desde 2017, também levou a maioria dos prémios individuais.

Assim, Freduilson Santos e Alcione Cruz, de Monte Sossego, foram coroados rei e rainha do Carnaval 2020. Ambos, levaram para a casa um prémio de 125 mil escudos, com direito a uma viagem a Europa.

Do mesmo grupo também foram eleitas a 1ª dama, Cintia Spencer, e a 2ª Dama Selenne Tamina, que levaram para casa prémios de 30 e de 25 mil escudos, respectivamente. O grupo também teve o melhor casal de mestre-sala (Ridson Monteiro) e porta-bandeira (Katia Ferreira. Os dois conquistaram um prémio de 40 mil escudos cada.

Ainda, a música “Fatxa Fatxa na Arena”, de Constantino Cardoso, que embalou o desfile de Monte Sossego, ganhou o prémio de melhor música do Carnaval.

O Cruzeiros do Norte, que detinha o título de campeão 2019, e que este ano levou o enredo “Tudo a dois”, foi relegado para o segundo lugar, com 259,3 pontos.

Levou um cheque de 500 mil escudos, a melhor rainha de bateria, Andreia Gomes, a mesma que venceu o mesmo título no ano passado.

A rainha de bateria recebeu um cheque de 30 mil escudos e teve ainda a responsabilidade de “tirar a sorte” para o desempatar a pontuação do júri atribuído às baterias de Monte Sossego, Vindos do Oriente e Cruzeiros do Norte.

Por ironia, “a sorte sorriu” para a bateria do seu grupo, o Cruzeiros do Norte, que arrebatou o prémio atribuído pela primeira vez no Carnaval de São Vicente.

O grupo Vindos do Oriente, que fez um desfile à volta do enredo “Em busca da pedra filosofal”, conquistou o terceiro lugar, com 259,1 pontos. Levou um cheque de 400 mil escudos e ainda o melhor carro alegórico.

O Estrelas-do-Mar, que foi terceiro lugar em 2019, apresentou o enredo “Estrelas de nôs mar, tartaruga marinha”. Mas este ano, caiu para a quarta posição e recebeu um cheque de 300 mil escudos.

O ˈFlores do Mindeloˈ desfilou com o enredo “A lenda de uma civilização mítica”, teve 249,5 pontos e foi o último classificado, tal como no ano passado.

Para além dos prémios atribuídos aos grupos oficiais, a Escola de Samba Tropical, que desfilou na segunda-feira à noite, recebeu o prémio de participação.

Entretanto, na cobertura do Carnaval, os jornalistas, à excepção dos da Rádio e da Televisão públicas, enfrentaram constrangimentos devido a uma série de regras impostas pela organização do Carnaval de São Vicente.

Na terça-feira à noite, depois do desfile oficial, foram informados de que teriam de ficar junto com o público durante a cerimónia de premiação e só depois deveriam entrar para tirar fotos e colher entrevistas.

Mas, esta terça-feira, permitiram a entrada com a condição de ficarem atrás do palanque a anotar, enquanto a organização anunciava os resultados, alegadamente para “não atrapalhar”, porque “não compraram direitos de imagem” e, por isso, “deveriam fazer imagens e entrevistas apenas no final da cerimónia”.

Após contestações, os jornalistas conseguiram sair da parte de trás do palanque para continuar o seu trabalho.

Fonte: Inforpress

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *