Estados Unidos concedem a Cabo Verde mais de 1,5 milhões de dólares no combate à covid-19 Leave a comment

Os Estados Unidos da América concederam a Cabo Verde mais de 1,5 milhões de dólares para ajudar o arquipélago na mitigação da crise económica causada pela pandemia do novo coronavírus, revela fonte da embaixada norte-americana no país.

Em comunicado, a Embaixada dos Estados Unidos em Cabo Verde elucida que este financiamento é parte de um investimento total dos EUA, de 5,8 milhões de dólares do Fundo de Apoio Económico (ESF), destinado a ajudar Cabo Verde, Zimbabwe e Djibouti a financiar esforços de mitigação de curto prazo e enfrentar os impactos de segunda ordem da pandemia a longo prazo, em vários sectores.

Segundo a nota, estes fundos serão concedidos às empresas cabo-verdianas que trabalham em sectores de mão de obra intensiva, predominantemente empregando mulheres e jovens, acrescentando que serão investidos com o objectivo de manter empregos e permitir que essas empresas se ajustem às rápidas mudanças no ambiente económico, causadas pela pandemia.

A mesma fonte realçou, que esta iniciativa tem por base a histórica assistência externa dos EUA a Cabo Verde, totalizando mais de 284 milhões de dólares nos últimos 20 anos, dos quais mais de 61 milhões de dólares foram investidos no domínio da saúde.

A embaixada dos Estados Unidos na Praia e a Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID), conforme o comunicado, irão monitorar a gestão e a atribuição dos 1,5 milhões de dólares e da ajuda destinada a Cabo Verde através do Hub de Comércio e Investimento da África Ocidental.

“Os nossos esforços globais baseiam-se em décadas de investimento dos EUA em assistência humanitária e no sector da saúde para salvar vidas.  Continuamos a garantir que o financiamento substancial dos EUA, bem como, as diligências científicas continuem a ser uma parte central e coordenada dos esforços mundiais contra este vírus mortal”, lê-se no documento.

O Hub de Comércio e Investimento da África Ocidental é uma iniciativa destinada a gerar novos investimentos privados, criar empregos e aumentar o valor das exportações com ênfase particular na capacitação de mulheres e jovens.

Cabo Verde ultrapassou esta quarta-feira os quatro mil casos acumulados de covid-19 num dia em que o Ministério da Saúde comunicou mais um óbito e outras 78 novas infecções e 37 recuperados da doença transmitida pelo novo coronavírus.

Com estas novas infecções, Cabo Verde passa a contabilizar, 3.460 recuperados, 41 óbitos, dois doentes transferidos e um total acumulado de 4.048 casos positivos.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detectado no final de Dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

CM/ZS

Inforpress/Fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.